Renda Fixa | Walpires Corretora
Renda Fixa

Invista em Renda Fixa! Temos as melhores opções de investimento, entre em contato com nosso atendimento e saiba qual é o investimento de renda fixa mais adequado para o seu perfil.

CDB - Certificado de Depósito Bancário

É a aplicação de Renda Fixa mais popular do Brasil, emitida por bancos e destinada para pessoas físicas e jurídicas com conta corrente. Possui prazo e rentabilidade definidos no ato da negociação.

Vantagens

  • Remuneração baseada em diferentes indicadores de mercado;
  • Cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC)* até R$ 250.000,00;
  • Não há taxa de administração nem de performance;
  • Normalmente emitido com liquidez para a pessoa física;
  • Investimento de baixo risco;
  • Tributação exclusiva retida na fonte, conforme tabela regressiva do I.R.
  • Aplicação mínima R$ 10.000,00

Tesouro Direto

Títulos Prefixados

Você sabe exatamente a rentabilidade que irá receber se mantiver o título até a data de vencimento. 
Para cada unidade de título, o valor bruto a ser recebido no vencimento é de R$1.000,00.
Esses títulos são indicados se você acredita que a taxa prefixada será maior que a taxa de juros básica da economia (Selic).
Por terem rentabilidade predefinida, seu rendimento é nominal. Isso significa que é necessário descontar a inflação para obter o rendimento real da aplicação.

Os títulos disponíveis nessa modalidade são:
Tesouro Prefixado (antiga LTN)
Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (antiga NTN-F)


Títulos Pós-fixados

Neste caso, os títulos têm seu valor corrigido por um indexador:
- taxa básica de juros (Selic) ou
- inflação (IPCA)

Os títulos disponíveis nessa modalidade são:

Tesouro Selic (antiga LFT)
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais (antiga NTN-B)
Tesouro IPCA+ (antiga NTN-B Principal)


Assim, a rentabilidade da aplicação é composta por uma taxa predefinida no momento da compra do título mais a variação de um indexador. 

Pós-fixados indexados à Inflação
  Título                                                                                          Rendimento                              Remuneração do título
  Prefixados
  Tesouro Prefixado 20XX (LTN)Taxa ContratadaSomente no vencimento
  Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 20XX (NTN-F)Taxa ContratadaSemestral e no vencimento
  Pós-fixados indexados à Inflação
  Tesouro IPCA + 20XX (NTN-B Principal)IPCA + Taxa ContratadaSomente no vencimento
  Tesouro IPCA + com Juros Semestrais 20XX (NTN-B)IPCA + Taxa ContratadaSemestral e no vencimento
  Pós-fixados indexados à Taxa Selic

  Tesouro Selic 20XX (LFT)

Selic + Taxa ContratadaSomente no vencimento
  • Custo de 0,25% de corretagem e 0,10% de taxa de negociação da CBLC;
  • 0,30% ao ano (cobrada semestralmente ou no pagamento do cupom de juros ou no vencimento do título) da CBLC;
  • Aplicação Mínima: 1% de um título, respeitando o limite mínimo de R$ 30,00;
  • Tributação conforme tabela regressiva do I.R;
  • IOF regressivo para aplicação inferior a 30 dias.

LCA - Letra de Crédito do Agronegócio

Título de Renda Fixa emitido por bancos e lastreado por créditos imobiliários, garantidos por hipoteca ou por alienação fiduciária do imóvel. Rentabilidade normalmente atrelada ao CDI.

Vantagens

  • Isenção de imposto de renda para a pessoa física
  • Cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC)* até R$ 250.000,00
  • Não há taxa de administração nem de performance
  • Prazos acordados no ato da emissão, tendo liquidez somente no vencimento
  • Investimento de baixo risco;
  • Aplicação mínima R$ 10.000,00

Debêntures

Valor mobiliário emitido por uma empresa, representativo de sua dívida. Pelo fato de se tornar credor da empresa deão adquirir sua Debênture, o investidor passa a ter o seu capital emprestado remunerado.

Vantagens

  • Recebimento de juros periódicos;
  • Resgate do valor principal investido no vencimento ou mediante amortizações;
  • Possibilidade de investir no desempenho de uma companhia;
  • Tributação exclusiva retida na fonte, conforme tabela regressiva do I.R.;
  • MODALIDADE DE INVESTIMENTO QUE NÃO CONTA COM A GARANTIA DO FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO – FGC;
  • Variedade na hora de rentabilizar sua carteira (CDI, IPCA, Prefixada, Conversíveis em ações);
  • Isenção de I.R. e IOF para pessoas físicas quando tratar-se de debêntures de infraestrutura, conforme Lei 12.431;
  • Podem ter 4 diferentes tipos de garantias: real, flutuante, quirografária ou subordinada.

LC - Letra de Câmbio

Títulos nominativos vendidos ao público como forma de captação de recursos, emitidos especificamente pelas financeiras e possuem como lastro uma transação comercial.

Vantagens

  • Tributação exclusiva retida na fonte, conforme tabela regressiva do I.R;
  • IOF regressivo para aplicação inferior a 30 dias;
  • Cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC)* até R$ 250.000,00;
  • Não há taxa de administração nem de performance;
  • Prazos acordados no ato da emissão, podendo ser emitido com liquidez diária;
  • Investimento de baixo risco;
  • Aplicação mínima R$ 10.000,00.

COE - Certificado de Operações Estruturadas

O COE é um novo investimento que passa a ser disponibilizado ao mercado brasileiro. É instrumento inovador e flexível, que mescla elementos de Renda Fixa e Renda Variável. Traz ainda o diferencial de ser estruturado com base em cenários de ganhos e perdas selecionadas de acordo com o perfil de cada investidor. É a versão brasileira das Notas Estruturadas, muito populares na Europa e nos Estados Unidos.

Este instrumento foi criado pela Lei 12.249/10, mesma que instituiu as Letras Financeiras, mas foi regulamentado pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) do Banco Central no segundo semestre de 2013.  Representa uma alternativa de captação de recursos para os bancos.

Segundo a norma, a emissão desse instrumento poderá ser feita em duas modalidades: valor nominal protegido, com garantia do valor principal investido, ou valor nominal em risco, em que há possibilidade de perda até o limite do capital investido. Nos dois casos deve ser observada a regra de suitability, ou seja, o investimento deve ser adequado ao perfil do investidor.

O COE é um título parecido com as Notas Estruturadas, muito populares nos Estados Unidos e na Europa. Em uma só aplicação, o COE proporciona diversificação e acesso a novos mercados. Para você, fica mais fácil acompanhar o desempenho, pois o COE já vem montado como um único instrumento, o que significa também uma única tributação. Os custos possivelmente seriam maiores caso você direcionasse seus recursos a vários ativos separadamente.

Quem emite os COEs são bancos, mas eles são registrados na Cetip, que está autorizada e preparada para fazer também o depósito e a liquidação do COE. Caso seu banco seja credenciado no Cetip | Certifica, melhor para você, que pode contar com a segurança adicional deste selo.

O COE tem vencimento, valor mínimo de aporte, indexador e cenário de ganhos e perdas (figura) definidos pelos bancos para diferentes perfis de investidor.